Mercado de Trabalho

O Bibliotecário é um profissional liberal, de nível superior, que atua como agente catalisador do acesso à informação contida nos mais variados meios, sejam impressos, eletrônicos ou digitais – de livros, periódicos, documentos, a discos, fitas, CDs, bancos de dados etc. Sua atuação também é essencial para a organização de acervos e sistemas informacionais, bem como para a preservação da memória e da história de uma Nação a uma organização – seja ela pública ou privada.
 

A formação do Bibliotecário se dá por meio de cursos de graduação denominados como “Biblioteconomia e Documentação”, “Ciência da Informação”, ou ainda, “Gestão da Informação”.

 

A Biblioteconomia é uma atividade-meio, ou seja, é mediadora das necessidades informacionais de um público formado por profissionais, estudantes, pesquisadores ou cidadãos de uma forma geral. O Bibliotecário é um facilitador do acesso aos recursos e fontes informacionais existentes, proporcionando o suporte/subsídio para um melhor e mais rápido acesso ao conhecimento, desenvolvimento de uma atividade ou tomada de decisão.

 

Os cursos de especialização, mestrado e doutorado possuem temáticas como “Inteligência Competitiva”, “Gestão de Arquivos”, “Leitura e Formação de Leitores”, “Gerência de Sistemas e Serviços de Informação”, “Museologia”, “Ação Cultural”, “Análise Documentária”, “Geração e Uso da Informação”, “Informação, Comunicação e Educação”, “Produção e Disseminação de Informação”, “Planejamento e Gerenciamento de Sistemas Automatizados de Informação”, “Sistemas Automatizados de Informação Científica e Tecnológica”, “Uso Estratégico das Tecnologias em Informação”, entre outras. Esses temas demonstram a gama de segmentos em que o bibliotecário pode atuar.

 

Na chamada Era da Informação em que vivemos, a atuação do Bibliotecário não se dá apenas na instituição Biblioteca. Esse profissional tem se inserido nos mais diversos ambientes como os escritórios de advocacia, agências publicitárias, empresas de consultoria, editoras, indústrias, empresas voltadas ao mercado virtual, e outras.

 

Outro mercado em expansão no Brasil para os Bibliotecários são os profissionais que possuem suas próprias empresas de consultoria e os profissionais autônomos, que têm prestado variados serviços e produtos de informação.

 

O empreendedorismo na Biblioteconomia tem se mostrado lucrativo e desafiador, exigindo do Bibliotecário atuação impecável, gerenciamento consciente da própria empresa e flexibilidade para lidar com a sazonalidade da entrada de novos clientes.

 

As atividades desempenhadas por este profissional nos diversos ambientes em que atua são:

  • Disponibilizar informação contida em vários tipos de instrumentos;
  • Gerenciar unidades, redes e sistemas de informação;
  • Tratar tecnicamente recursos informacionais;
  • Desenvolver recursos informacionais;
  • Disseminar informação;
  • Desenvolver estudos e pesquisas;
  • Prestar serviços de assessoria e consultoria;
  • Realizar difusão cultural;
  • Desenvolver ações educativas.

Para exercer as funções acima, o Bibliotecário utiliza-se de vários instrumentos e ferramentas de trabalho. Dentre algumas delas destacam-se as redes de computadores (internas e externas) e seus aplicativos, os bancos de dados bibliográficos, a microfilmagem, os consórcios nacionais e internacionais de bibliotecas, os códigos de catalogação e as tabelas de classificação, as normas e os dicionários e os equipamentos de segurança de bibliotecas.

 

Por fim, o Bibliotecário é um dos profissionais mais atuais considerando o contexto de globalização, redes, tecnologias e conhecimento que têm estado tão presente no cotidiano das pessoas.

 

Este novo cenário permitiu ao Bibliotecário uma grande evolução profissional e, como destaca a Bibliotecária Ana Lúcia Merege, “O importante é que, seja qual for a área de trabalho, que o Bibliotecário esteja consciente do seu papel: contribuir, através do acesso à informação, para que todos adquiram mais educação e conhecimento, ajudando na construção de uma sociedade cada vez mais justa”.

 

Fonte: http://www.sinbiesp.org.br/index.php?option=com_content&task=view&id=10&Itemid=21